Sono pode nos ajudar a esquecer, afirmam cientistas

A poda de conexões sinápticas no cérebro pode ser uma das principais razões que nos obriga a dormir.

Poucas funções do corpo humano têm gerado tanto debate ao longo dos anos quanto o sono – uma atividade que todos nós fazemos em uma base diária e pouco sabemos sobre seus motivos.


Alguns cientistas argumentam que o sono fornece ao cérebro uma oportunidade de eliminar o desperdício celular ou que ajuda o corpo e a mente a se recuperar o suficiente para funcionar no dia seguinte.

Em dois trabalhos recentes, no entanto, os pesquisadores têm avançado com a ideia de que o sono pode realmente nos beneficiar mais e ajudar a esquecer algumas das coisas que aprendemos no dia anterior.

A ideia foi originalmente proposta pelos biólogos Giulio Tononi e Chiara Cirelli da Universidade de Wisconsin-Madison que sugeriram que nossas sinapses crescem tanto ao longo do dia que nossos circuitos cerebrais se tornam “ruidosos”.

Quando dormimos, o cérebro faz retroceder algumas dessas conexões para que nossos neurônios possam enviar sinais uns aos outros de forma rápida e eficiente.

Os cientistas também descobriram que as ondas elétricas liberadas pelo cérebro diminuem durante o sono – e, por outro lado, acreditam ser devido ao encolhimento das sinapses.

Se este fenômeno é realmente o objetivo principal do sono, entretanto, permanece obscuro.

“O trabalho é ótimo”, disse Markus H. Schmidt, do Instituto de Medicina do Sono de Ohio. “Mas a pergunta é, esta seria uma função do sono ou o objetivo principal?”.

Share this post

Renê Fraga

é bacharel em administração de empresas e fundador da FragaNet Networks - empresa especializada em comunicação digital e mídias sociais. Em seu portfólio estão projetos como: Google Discovery, TechCult, AutoBlog e Arquivo UFO. Também foi colunista de tecnologia no TechTudo, da Globo.com.

No comments

Add yours

Deixe uma resposta