Napkin, aplicativo de paquera para frequentadores de bares

O Napkin, disponível para Android e iOS, utiliza geolocalização e base do Google Places, que possui todos os estabelecimentos do país cadastrados na categoria bar.

Através de um ranking quantitativo, permite ao usuário filtrar os locais onde há mais pessoas conectadas e de acordo com as preferências definidas no seu perfil (baseados em opção sexual e faixa etária).


Além da quantidade de pessoas disponíveis, também é possível visualizar fotos e informações do perfil – opção que pode ser desativada pelo usuário caso ele opte por ser visto no app apenas por quem já está no bar.

Já no local, um guardanapo digital é enviado. Se ele for aceito, o gelo é quebrado e as duas pessoas têm a chance de se conhecerem pessoalmente na hora, isso tudo sem interromper o garçom.

“Tem muito solteiro que já está no bar com amigos e fica em app de relacionamento procurando gente que está fora dali e acaba marcando de encontrar depois em outro lugar. Não faz sentido! Se já está ali disponível, por que não conhecer gente interessante que está no mesmo bar? Medo de abordar e tomar um não? Acho que é mais vício de app digital. Queremos com o Napkin quebrar o gelo e dar um empurrão. Nosso objetivo é unir pessoas no ambiente real, através do digital, que já estão acostumadas a usar e se sentem protegidas pela tela de celular”, comenta Flávia Montes, uma das fundadoras.

DIFERENCIAIS DO NAPKIN:

Em tempo real: Aqui e agora. Os usuários não precisam marcar encontros e se prepararem para eles, pois diferentemente dos demais apps de relacionamento existentes, funciona dentro do raio dos bares e afins (cafés, pubs etc). Ou seja, os usuários já estão num encontro, só não sabiam.

Chega de ser visto próximo ao local de trabalho por conhecidos: É muito desagradável quando se é abordado por alguém do trabalho. O Napkin valoriza a privacidade. Só se é visto quando e onde se quer ao fazer o checkin.

Chega de risco de não e de exposição: Permite conferir antes se o interesse é mútuo e chegar certo. Somente a pessoa que receber o Napkin saberá do interesse da outra parte.

Não é só aparência: Não é baseado em foto estática. É possível ver o comportamento da pessoa no grupo, dando mais vantagem para quem não é fotogênico.

Share this post

Renê Fraga

é bacharel em administração de empresas e fundador da FragaNet Networks - empresa especializada em comunicação digital e mídias sociais. Em seu portfólio estão projetos como: Google Discovery, TechCult, AutoBlog e Arquivo UFO. Também foi colunista de tecnologia no TechTudo, da Globo.com.

No comments

Add yours

Deixe uma resposta