Nações Unidas querem adotar plano de defesa contra asteroide

Há incontáveis ​​bilhões de perigosas rochas lá fora no espaço que poderiam bater na Terra, mas de quem é o trabalho para evitar que isso aconteça? A resposta é algo relativo, ninguém.

Esta é apenas uma das questões a ser abordadas por um novo Plano de Defesa contra Asteroides previsto para ser adotado pela ONU por recomendação de astronautas e cientistas.


Não houve aviso quando um asteroide explodiu sobre Chelyabinsk, na Rússia no ano passado. Esse objeto estava a poucos metros de diâmetro e resultou em ferimentos leves, mas poderia ter sido muito maior e não vimos isso chegando.

A Associação de Exploradores Espaciais (“Association of Space Explorers” – ASE) está incentivando a ONU na criação de um Grupo Internacional de Avisos para Asteroides para os estados membros possam coordenar a busca e desvio de rochas espaciais.

O plano prevê, para cada estado membro da ONU para delegar uma agência interna de estar no comando para o caso de desviar de objetos no espaço – por exemplo, a NASA. Haveria também necessidade de um esforço concertado para localizar todos os objetos potencialmente perigosos próximos à Terra.

Acredita-se que menos de 1% de tais objetos já foram catalogados. O ASE também está pedindo à ONU para coordenar os testes da tecnologia de deflexão de asteroides que poderiam ser usados ​​para evitar um impacto no caso de uma perigosa rocha espacial for descoberto a tempo.

O impacto Chelyabinsk não foi detectado. As agências espaciais ouviram falar dele da mesma forma que o resto de nós.

Se um órgão da ONU é capaz de estimular a ação no campo, é possível que pudéssemos detectar o próximo grande objeto com bastante antecedência que uma pequena nave espacial poderia alterar seu caminho através de impacto, ou empurrar ele para fora do curso com foguetes.

Share this post

Renê Fraga

é bacharel em administração de empresas e fundador da FragaNet Networks - empresa especializada em comunicação digital e mídias sociais. Em seu portfólio estão projetos como: Google Discovery, TechCult, AutoBlog e Arquivo UFO. Também foi colunista de tecnologia no TechTudo, da Globo.com.

No comments

Add yours

Deixe uma resposta