“Fragmentado” 2017 – Uma continuação diferente.

Trago hoje uma review (sim, para quem estava com saudades das minhas reviews, estou voltando aqui no blog!!) de um filme de M. Night Shyamalan, “Fragmentado”, que aborda psicologia, psiquiatria, mortes, feras, gente burra morrendo, entre outras coisas mais.

O filme traz a vida de um homem chamado Kevin Wendell, que sofre do chamado transtorno de personalidade múltipla, tendo dentro de si apenas 23 personalidades diferentes (se uma já dá problema, imagine esse tanto). Dentre elas, podemos destacar mulheres, homens, maníacos, crianças e o próprio indivíduo em si. Todo o filme gira em torno do que uma pessoa com tantas personalidades assim possa ser capaz de fazer, além de abordar que supostamente isso seria a base de um super poder, algo até relatado como sobrenatural dentro do filme. Uma das várias personalidades de Kevin resolve sequestrar três garotas e é ai que a coisa começa a desandar (ou andar).


Em minha humilde opinião, o filme é bem fraco, salvando-se apenas pela brilhante atuação de James McAvoy que, de fato, fez um excelente trabalho. Para quem não sabe, McAvoy é ninguém menos que o Professor Xavier da nova franquia do “X-Men”.

O filme é uma espécie de continuação de “Corpo Fechado”, trazendo mais um “super-herói”. Como se trata de uma trilogia, há a obrigatoriedade de assistir a esse filme, que seria o segundo. Porém, eu realmente não achei essas coisas todas. Mas recomendo apenas para quem estiver interessado em entender a trilogia: “Corpo Fechado”, “Fragmentado” e “Vidro”, todos escritos, produzidos e dirigidos por M. Night Shyamalan.

Share this post

Roberta Porto

é advogada e cantora de uma banda de rock nas horas vagas. Além da paixão por cinema, costuma se aventurar dentro do ramo da gastronomia.

No comments

Add yours

Deixe uma resposta