“Assassinato no Expresso Oriente” (2017) – NÃO PERCA SEU TEMPO!!

Uma fantástica história, um elenco de primeira linha, um bom diretor, boa divulgação, figurino bem feito e uma quantia interessante de dinheiro investido: a receita perfeita para um filme de sucesso!! Essa era a promessa de “Assassinato no Expresso Oriente”. Mas como nem tudo na prática é igual a teoria, eu diria que a receita saiu bem torta desta vez.

O filme conta uma das aventuras de Hercule Poirot, um grande detetive renomado pelo mundo, que resolve tirar férias e embarca em um trem: o Expresso Oriente. Porém, o que ele não esperava era que dentro do trem haveria um assassinato e, mesmo de férias, ele é levado a desvendar o mistério. O que o assassino não esperava era que o melhor detetive do mundo estaria ali para pegá-lo, mesmo que sem querer.


Agatha Christie desenvolveu uma excelente história com um excelente protagonista. Deveras, o livro o qual o filme é baseado é fabuloso (Recomendo a leitura!). Com atores de peso, não tem como se falar em má atuação: Hercule Poirot é interpretado por Kenneth Branagh, que desenvolve o papel de forma perfeita. O longa-metragem também traz nomes como Penélope Cruz, Johnny Depp, Michelle Pfeiffer, Daisy Ridley, Willem Dafoe e Judi Dench, incorporando os suspeitos que formam a trama.

Infelizmente, a promessa de um filme fantástico foi quebrada de forma pesada. O começo do filme te faz ter a impressão de um longa-metragem promissor. De fato, o começo (eu tomaria a liberdade de dizer até o momento do assassinato) foi muito bom, pois te prende, te faz ter vontade de continuar a assisti a trama. Porém, como tudo não são flores, do determinado momento já mencionado para frente o filme se perde totalmente! Tenho a audácia de dizer que se torna um filme chato, enfadonho, cansativo e até mesmo perdido.

Recomendar esse filme é uma tarefa meio impossível para mim. Por mais que eu seja fã de Agatha Christie, a película deixa tanto a desejar no desenvolvimento da história a tornando algo tão monótono que você pode chegar a dormir no meio (e eu não te culpo). Consequentemente, não recomendo o filme!!

 

Share this post

Roberta Porto

é advogada e cantora de uma banda de rock nas horas vagas. Além da paixão por cinema, costuma se aventurar dentro do ramo da gastronomia.

No comments

Add yours

Deixe uma resposta